Quem está isento de taxas moderadoras em 2015?

Quem está isento de taxas moderadoras em 2015

Ao contrário dos preços, não há novidades a propósito de quem está isento das taxas moderadoras em 2015. O O Mundo em alerta recorda-lhe o que concede esse benefício. Seja nos centros de saúde, hospitais ou realização de meios complementares de diagnóstico e tratamento, há quem não tenha de pagar para recorrer ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Quem está isento de Taxas Moderadoras em 2015?

  • Utentes em situação de insuficiência económica e dependentes. Ficam isentos os agregados com rendimento médio mensal inferior a 628,83 euros, o equivalente a 1,5 vezes o Indexante dos Apoios Sociais (IAS);
  • Grávidas e parturientes;
  • Crianças até aos 12 anos de idade, inclusive;
  • Utentes com grau de incapacidade igual ou superior a 60%, comprovada por Atestado Médico de Incapacidade Multiuso;
  • Doentes transplantados;
  • Militares e ex-militares das Forças Armadas com incapacidade permanente por prestação do serviço militar;
  • Desempregados inscritos no Centro de Emprego com subsídio inferior ou igual a 1,5 IAS, desde que não possam comprovar a condição de insuficiência económica nos termos previstos. A isenção estende-se ao cônjuge e dependentes.

Isenção parcial de taxas moderadoras

Os utentes nas condições acima listadas usufruem de isenção das taxas moderadoras na saúde em todos os serviços. Mas há casos de isenções parciais. Como estas:

  • Os bombeiros, nas prestações em cuidados de saúde primários e, quando necessários em razão do exercício da sua atividade, em cuidados de saúde hospitalares.
  • Dadores benévolos de sangue beneméritos e não beneméritos (quando recorram aos cuidados de saúde primários);
  • Dadores vivos de células, tecidos e órgãos (apenas em cuidados de saúde primários).

Serviços isentos de taxas

Em 2015, como em anos anteriores, ninguém paga nos seguintes serviços do SNS:

  • Consultas de Planeamento Familiar (médicas e de enfermagem);
  • Tratamento de doença oncológica;
  • Cuidados de saúde respiratórios no domicílio;
  • Tratamentos de diálise;
  • Tratamentos de doentes alcoólicos crónicos e toxicodependentes;
  • Consultas de tratamentos da dor crónica, doenças neurológicas degenerativas, distrofias musculares, radioterapia, saúde mental, deficiências congénitas de fatores de coagulação, infeção pelo VIH/SIDA e diabetes;
  • Vacinas do Plano Nacional de Vacinação e vacinação da gripe para grupos de risco;
  • Urgências e tratamento a vítimas de violência doméstica.

Veja também: Como pedir isenção de taxas moderadoras?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ Entrar no Site! ]