Que tipos de cheques existem?

Sabe que tipos de cheques existem? Existem 6 tipos de cheques, esta é ainda uma forma de pagamento muito utilizada em Portugal. O cheque é um meio de pagamento que permite movimentar fundos que se encontram à disposição de titulares ou seus representantes em contas de depósito abertas nas Instituições de Crédito.

Os tipos de cheque depende de quem os emite, da indicação ou não do seu beneficiário, da possibilidade de ser endossado e da possibilidade de ser pago ou depositado.

Que tipos de cheques existem?

  • Cheque nominativo

Que tipos de cheque existem?

Este cheque identifica o beneficiário da quantia em causa, devendo indicar o nome por extenso, de forma a ficar claro quem pode movimentar esse dinheiro. Para levantar a quantia em causa, o banco vai exigir que apresente um documento de identificação.

O cheque nominativo pode ser emitido “à ordem” ou “não à ordem” de um beneficiário.
Num cheque em que esteja escrita a expressão “à ordem”, o beneficiário pode transmiti-lo a uma terceira pessoa, através do endosso.
Num cheque em que conste a expressão “não à ordem”, o beneficiário não pode endossar o cheque a outro beneficiário. O sacador pode emitir um cheque “não à ordem” de forma a garantir que o cheque é pago apenas ao beneficiário indicado.
Os cheques fornecidos pelas instituições de crédito são, em geral, para serem emitidos “à ordem”, embora o cliente possa solicitar a emissão de cheques “não à ordem”.
A pessoa que passa o cheque (o sacador) pode riscar a expressão “à ordem” substituindo-a pela expressão “não à ordem”, ou escrever a expressão “não à ordem” depois do nome do beneficiário.
Mas não pode fazer o contrário, porque não é permitido alterar um cheque “não à ordem” para um cheque “à ordem”. Se fizer essa alteração, a instituição de crédito recusará o pagamento do cheque.
  • Cheque ao portador

Que tipos de cheques existem

Este cheque não é dirigido a ninguém específico e pode ser pago a quem o tiver na sua posse. Logo, é uma opção menos segura.

  • Cheque não à ordem

Cheque não à ordem

Este é um cheque no qual consta a expressão “não à ordem”. Só pode ser pago a quem constar como beneficiário. Não pode ser endossado.

Posso transformar um cheque “à ordem de” num cheque “não à ordem”?

Sim, se riscar a expressão “à ordem de” e a substituir pela expressão “não à ordem”.

Cheque não à ordem

  • Cheque cruzado

É um cheque atravessado por duas linhas paralelas e oblíquas, geralmente colocadas no canto superior esquerdo.

  • Se entre as linhas nada estiver escrito, o cruzamento é geral – O cheque a seguir representado, tem de ser obrigatoriamente depositado, exceto se o beneficiário for cliente do banco sobre o qual o cheque foi emitido. Neste caso, pode levantar o cheque ao balcão desse banco.

Cheque cruzado

  • Se entre as linhas paralelas estiver escrito o nome de um banco, o cruzamento é especial – O cheque a seguir representado, só pode ser depositado no banco indicado entre as linhas (Banco A).

Cheque cruzado

  • Cheque visado

Cheque visado é aquele para o qual o banco garante o pagamento. A importância nele definida fica cativa na conta de quem o emite durante, pelo menos, oito dias.

  • Cheque bancário

O último tipo de cheque de que lhe falamos é o cheque bancário. E é bancário porque é emitido pelo próprio banco e não pelo titular da conta, a favor de uma terceira pessoa, sempre com indicação do seu nome. Na prática, é também um cheque nominativo.

Agora já sabe que tipos de cheques existem, esperamos ter ajudado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ Entrar no Site! ]